Igrejas Jubilares

  • Além da Catedral, Igreja-Mãe da Diocese, são indicadas em anexo as igrejas jubilares em toda a geografia diocesana. São lugares por excelência para o exercício evangelizador e cultual da misericórdia. Aí terão lugar, com prioridade mas sem caráter exclusivo, as principais ações sugeridas na bula O rosto da misericórdia. 

    As igrejas escolhidas são já (ou estão chamadas a ser) locais de convergência das populações locais na busca de serviços eclesiais. A sua potenciação, desejavelmente, poderá ter um efeito agregador dos projectos das respectivas vigararias e dos dinamismos pastorais da diocese. Um Ano Santo não se esgota na roda de 12 meses, mas deve deixar sementes que germinem, floresçam e frutifiquem nas estações seguintes.

Amarante e Baião: Igreja de São Gonçalo (Amarante)

Arouca-Vale de Cambra: Igreja do Convento de Santa Mafalda (Arouca) / Santuário de Santo António (Vale de Cambra)

Castelo de Paiva-Penafiel: Igreja do Calvário (Penafiel)

Espinho-Ovar: Igreja Matriz (Espinho) / Igreja Matriz (Ovar)

Felgueiras: Igreja Matriz (Felgueiras) / Santuário de Santa Quitéria

Gondomar: Igreja Matriz (Gondomar)

Lousada: Igreja do Senhor dos Aflitos (Lousada)

Maia: Santuário de Nossa Senhora do Bom Despacho (Maia)

Marco de Canaveses: Santuário do Menino Jesus de Praga (Avessadas)

Matosinhos: Igreja Matriz (Matosinhos)

Oliveira de Azeméis-São João da Madeira: Igreja de Cucujães

Paços de Ferreira: Igreja Matriz (Paços de Ferreira)

Paredes: Igreja Matriz (Castelões de Cepeda)

Porto Nascente e Porto Poente: Catedral

Santa Maria da Feira: Igreja Matriz (Santa Maria da Feira)

Santo Tirso: Igreja Matriz (Santo Tirso)

Trofa-Vila do Conde: Igreja de Nossa Senhora das Dores (Trofa) / Igreja Matriz (Árvore, Vila do Conde)

Valongo: Santuário de Nossa Senhora do Bom Despacho, Mão Poderosa e Santa Rita (Ermesinde)

Vila Nova de Gaia-Norte: Igreja Matriz (Mafamude)

Vila Nova de Gaia-Sul: Santuário do Coração de Maria (Carvalhos)

Mosteiro Beneditino de Singeverga: Igreja do Mosteiro